sábado, 24 de julho de 2021

ENJOY A REFRESHING "DAIQUIRI"


Já está o mês de Julho a chegar ao fim 

e eu venho continuar a minha aventura, 

neste dia que aluguei um táxi para dar a volta à Ilha! 

Depois de vos mostrar todos os lugares por onde andei, 

aqui estou de regresso ao Resort 

e, aproveitei para ir "espreitar" a zona de lazer, piscina 

e bares, por onde ainda não tinha andado 

e no dia seguinte ia embora...



aqui é como se fosse uma gruta, 

por cima há uma queda de água em cascata 

directamente para a piscina



e, lá andava eu, de máquina fotográfica na mão 

a fazer todos os clicks para mais tarde recordar

descobri este Bar, mesmo dentro da água da piscina!


para beber um refrescante Daiquiri


pensando qual seria o restaurante 

que eu iria escolher para jantar, 

acabei por fazer uma "reserva" no Chinês para as 20h




volto à zona da piscina pensando ir "molhar os pés" 

e...fui surpreendida por uma tromba de água, 

daquela chuva tropical que molha mesmo a sério...


não sabia como me proteger, estava a molhar-me toda, 

receosa que a máquina fotográfica apanhasse uma molha...

eu fiquei uma lástima, não se aproveitou nada, 

a roupa pegada ao corpo toda encharcada

Lá consegui chamar um moço que andava a recolher 

os colchões das espreguiçadeiras e debaixo de parte do seu 

quarda-chuva dirigi-me à recepção e chamei o carro 

que me levaria ao meu "Bungalow" no meio da selva!


ao chegar ao "Bungalow" tinha este elefante 

feito de toalhas em cima da cama

eu só queria tomar um duche, 

mudar a roupa e ficar confortável



depois já não tive vontade de ir ao restaurante chinês jantar, 

telefonei a anular a reserva 

e pedi room-service para o meu jantar, aqui está uma 

parte da ementa, eu pedi o Malaysian Satay



aqui está o voucher que iria usar no meu 3º pequeno-almoço

com partida no dia 8-março, ou seja - Dia da Mulher

já quando fui ao Vietname eu assinalei o Dia da Mulher 

na Baía de Halong...por norma quando ia para o Oriente 

escolhia quase sempre os meses de Março ou Abril



assim terminou este dia diferente, 

amanhã é fazer as malas, ir para o aeroporto 

e o que é bom acaba depressa!

17 comentários:

  1. Que maravilha!!!
    Ultimamente cuido da minha neta de modo que me sobra pouco tempo para os outros blogs mas um dia... regresso! Bj

    ResponderEliminar
  2. Imagens fantásticas, muito obrigada :))
    --
    A teimosia que me define ...
    -
    Desejando um excelente fim de semana. Beijos

    ResponderEliminar
  3. Kalinga,que bom te ver de volta aqui. Lindfas fotos e adorei acompanhar mais esse epsódio ! Valeu! Gostei muito! beijos, lindo domingo! chica

    ResponderEliminar
  4. Genial viaje me gusto elefante de toallas y la piscina. Te mando un beso

    ResponderEliminar
  5. Olá, Kalinka, que lugar agradável para férias!
    As fotos estão muito bem tiradas, lindas, coisa de profissional.
    Uma ótima semana, saúde e paz.
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Também já apanhei umas boas chuvadas dessas.
    Na Malásia, na Tailândia, nas Filipinas, no Vietname...
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
  7. Que bonitos lugares por onde andou e que a sua máquina fotográfica deixou que o seu talento registasse.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  8. Lindo hotel, só foi pena a chuva que apanhou, mas nos países tropicais isso é bastante frequente.
    Belíssimas fotografias.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Incrível como fizeste isso tudo que descreves - e muito bem descrito - sozinha. Pois, sozinha para provar que às vezes não é preciso ir com ninguém memso a locais mais longínquos e de cultura e hábitos diferentes dos nossos. Ainda por cima marcavas, desmarcavas, sem stress. E atenção que as chuvas tropicais ao que parece são mesmo assim: repenetinas e intensas.

    Um post riquíssimo de história e descrição. Excelente o texto, muito bem escrito e objectivo. Parabéns.

    E quanto às imagens, sáo realmente um autêntico documentário, melhores que muitos artigos de revistas de viagens. Muito bom, obrigado pelo post, pelas dicas e pela história de uma viagem que com certeza gostarias de repetir.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde Túlipa,
    Que lugares tão lindos por onde andou! Que bom que é agora recordar, mesmo a molha que apanhou agora até achará graça!
    Adorei as fotos. Estão magníficas!
    Beijinhos e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  11. Boa Noite, querida amiga Kalinha!
    Uma beleza de passeio que até me refrscou aqui só em contemplar as fotos lindas que partilhou consoco.
    Adoro vir aqui, ver lugars lindos onde você viaja e curte bem a vida.
    Seja muito feliz e abençoada!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Olá Tulipa,
    hoje retirei um tempinho para "viajar" contigo e logo me levas a um lugar exótico e mágico. LINDO!!!
    Fiquei deslumbrada com as fotos e a tua narrativa, como sempre elucidativa, documentam na perfeição este dia que decerto foi diferenta mas maravilhoso.
    Um beijinho e que te encontres bem.

    ResponderEliminar
  13. Não sabia que a Tulipa se chamava Ester, devo andar distraído há anos...
    O local é paradisíaco e muito diferente do habitual.
    As fotos são magníficas.
    Bom fim de semana, amiga Ester 🌼
    Beijo.

    ResponderEliminar
  14. Fotos deslumbrantes que me fascinou ver. Lindas demais
    Uma semana feliz

    ResponderEliminar
  15. Que bom!
    Recordar é viver, revivendo.
    Excelentes fotografias, e que cores!
    Bom verão com abraços de vida.

    ResponderEliminar
  16. "O que é bom acaba depressa!" e este é, efetivamente, o meu mundo.

    Já estive em Langkawi e gostei imenso da minha estada lá, assim como, gostei também da cidade de Kuala Lumpur, uma cidade linda, moderna, limpa, "quasi" a roçar a ocidentalidade.

    Gostei e gosto muito da Malásia, para mim, para ser perfeita, só lhe faltam os templos e os costumes budistas ou hindus, filosofias de vida, crenças e rituais que muito aprecio, pela ancestralidade, pelos rituais, pelo brilho e pela cor. No entanto, a Malásia é maioritariamente um país de costumes islâmicos, os quais não deixo de contemplar mas não com a mesma motivação que me inspiram as filosofias que identifiquei anteriormente.

    O que se leva da vida é a vida que se leva, e eu, enquanto puder, viverei sempre com o objetivo das viagens no horizonte e sempre projetados para o curto ou para o médio prazo.

    Um beijo meu.

    ResponderEliminar