domingo, 28 de março de 2021

KUAH - EAGLE SQUARE


Já março está a chegar ao fim... 

eu venho continuar a minha aventura, 

das horas que andei de táxi 

a visitar a Ilha de Langkawi

depois do que vos mostrei nos dois artigos anteriores, 

pelos vistos, o condutor rumou ao centro da Ilha, 

onde parou no caminho numa pequena área comercial 

para ele comer alguma coisa, eu também comprei 

algo no mini-mercado para comer 

e seguimos para a zona "EAGLE SQUARE"



uma zona verdejante com um lago 

e uma ponte muito original 

e mais próximo da estátua da águia gigante 

lá encontrei as letras do 

WELCOME to LANGKAWI - GEOPARK


no seu pouco inglês, lá me explicou que todos os turistas 

gostam de vir a esta zona central para fazer 

a fotografia da praxe com a estátua da águia

(aguardou por mim dentro do carro) 

e lá fui eu à procura da estátua 

assim que me cruzei com alguém, pedi logo 

que me fizesse a dita foto para mais tarde recordar 

esta minha aventura por Langkawi





aproveitei para dar uma vista de olhos pela zona, 

continuando os meus clicks 

e captei o único centro comercial do centro da Ilha




uma perspectiva mais próxima da águia 

e a minha foto para memória futura, naquele lugar



de volta ao carro, vejo esta sinaléctica 

KUAH era de onde eu tinha estado 

e PANTAI CENANG era para onde eu iria, 

ou seja a praia mais famosa da Ilha (Cenang Beach)





OK cá estou eu...repetia-se o mesmo 

(aguardou por mim dentro do carro) 

e lá fui eu ver o ambiente da dita praia 

(olhando para o relógio e controlando o tempo 

que foi estipulado no início do passeio pela Ilha)

ADORO apreciar as pessoas, algumas solitárias 

andando no areal, outras praticando desportos radicais




este turista solitário passando o tempo 

e também aqueles que, mais destemidos 

se aventuravam nos desportos radicais




chapéus de sol de várias cores, muito colorido

assim é a praia de PANTAI CENANG

ao longo do ano a temperatura varia de 25º a 33º

raramente é inferior a 24º ou superior a 34º

a melhor época do ano é do meio de dezembro 

ao fim de fevereiro e EU ali estava 

na primeira semana de Março!





o que é bom acaba depressa 

estava na hora de voltar ao resort

e terminar a minha aventura de táxi

sábado, 13 de fevereiro de 2021

WAT KOH WANARARM - THAI BUDDHIST TEMPLE in Langkawi


Um mês depois, regresso 

para continuar a falar da visita à zona dos Templos! 

Logo após ter visitado o outro, 

que mostrei no post anterior, o Sr do Táxi 

levou-me a ver este - WAT KOH WANARARM - um 

templo budista diferente do outro! 

O que mais me deixou fascinada 

foi o que encontrei no meio do nada, 

nunca lá chegaria se não tivesse contratado 

alguém que vive e trabalha na Ilha. 

Este lugar foi para mim mais sedutor 

pois descobri um género de jardim japonês 

com as típicas pontes, eu adoro jardins japoneses!



E, lá andava eu sozinha, a ver e fotografar 

tudo ao meu ritmo, sem ninguém apelar à pressa 

e que está na hora de entrar no autocarro, como 

acontece nas viagens em circuito com imensa gente 

tudo misturado e muitas vezes quero fazer uma foto 

e só apanho as cabeças e braços dos outros...

aqui era tudo só para mim.



Wat Koh Wanararm Langkawi 

é um templo budista tailandês escondido nos arredores 

da cidade de Kuah e pode-se explorar seus terrenos

 gratuitamente. Localizada em Bukit Putih, 

foi fundada no ano 2000 depois que a comunidade 

budista local recebeu a bênção do renomado 

monge tailandês Luang Por Khun.

O terreno do templo contém um salão de orações 

principal com uma grande estátua dourada de Buda 

sentado atrás de um mural colorido de uma árvore Bodhi. 

Existem também várias estátuas menores 

e pinturas em torno da estátua principal.



E, lá continuei a procurar tudo em redor...

deslumbrada com o que descobria





O jardim paisagístico de WAT KOH WANARARM 

é cercado por uma exuberante floresta tropical 

e colinas de calcário, uma das quais tem uma 

enorme estátua de mármore de KUAN YIN. 


Concluída em 2014 

é uma das esculturas mais deslumbrantes 

da DEUSA da MISERICÓRDIA 




foi por baixo deste belo portal que o carro/táxi 

passou para apanhar a estrada principal


algo que nunca tinha visto, as Stupas

que acabei por pesquisar hoje para fazer o artigo, 

o que eu aprendo sobre o que naquele passeio vi

(nos comentários explicarei)



Stupas são antigas construções funerárias



 

terça-feira, 12 de janeiro de 2021

WAT THAM KISAP - TEMPLO DE CAVERNA


Já estamos em 2021

vou continuar a mostrar imagens da minha visita à 

Ilha de LANGKAWI na Malásia, para onde fui 

depois de já ter estado em SINGAPURA e em KUALA LUMPUR, 

para terminar a viagem de 12 dias a repousar numa ilha, 

como muitos viajantes fazem, de papo para o ar, apanhando 

banhos de sol e descansando à sombra da árvore! 

NÃOOOO...nada disso!

Natureza pura era o que eu queria, 

pois as minhas viagens não têm momentos de 

repouso, vou para ver tudo, 

o máximo que puder, descanso é em casa. 

Depois de ter passado um dia na zona da montanha 

onde subi de teleférico e estive na ORIENTAL VILLAGE, 

no dia seguinte tinha que arranjar maneira de visitar a Ilha...

mas, não há grandes formas de o fazer




Depois de tomar o pequeno-almoço dirigi-me à recepção 

e perguntei se me podiam ajudar, pois queria conhecer 

a Ilha e não tinha marcado nada, nem tinha visto 

possibilidade de como fazer isso... 

o que me disseram é que à porta do Resort havia um ou 

outro Táxi que costuma fazer essa volta pela Ilha 

(confidenciei com a funcionária da recepção que nunca 

tinha feito algo desse género na minha vida e como 

estava sozinha, tinha receio de ir com um desconhecido)

ela deixou-me mais sossegada pois disse que os táxis 

que estavam à porta do resort eram de inteira confiança 

para os hóspedes, seria diferente eu apanhar um táxi 

num outro local, mas ali era seguro...

lá me dirigi ao exterior onde encontrei um 

e combinei preço e horas de passeio



depois de chegar a um acordo de 4 horas de passeio 

ao preço estipulado, lá fui eu numa nova aventura

posso mesmo dizer: foi a MINHA PRIMEIRA VEZ

em inglês fui dizendo ao senhor o que gostaria de ver 

e logo a primeira paragem foi nesta linda praia

saí do carro e sozinha andei a vaguear pelo areal, 

lembrei-me das praias da minha terra - Moçambique

. . . / . . . 

expliquei que já tinha visitado a Tailândia 

e gostei imenso de ver os Templos e ele levou-me a esta zona, 

onde havia um Templo Budista tailandês




ali no meio da Natureza quando menos se espera 

encontra-se toda esta construção - o Templo foi 

construído num penhasco de calcário e o complexo possui 

várias estátuas e esculturas de animais, como 

cobras gigantes, vacas e também elefantes 


Aqui uma enorme imagem de Buda




tudo tão diferente do que visitei na Tailândia, 

em que a maioria dos Templos estão no meio da cidade


o senhor do táxi parava o carro, e ficava à espera, 

eu demorava o tempo que queria, para fazer fotos, 

desde que eu controlasse o meu tempo, 

para aproveitar as 4 horas que tinhamos combinado!





WAT THAM KISAP

considerado um templo de caverna, localizado no sopé 

de uma colina de calcário, onde há uma pequena caverna 

recuada sob o penhasco pendente

Um lugar muito tranquilo, 

alguns cães e nenhum humano

era difícil encontrar quem me desse alguma explicação, 

o próprio senhor do táxi não sabia dizer grande coisa 

o seu inglês era fraco, lá nos entendemos no básico


Neste lugar há diferentes religiões misturadas

além do Templo budista tailandês 

encontrei um Templo Hindu que também 

faz uso da caverna saliente da colina




imagens do Templo Hindu





há uma pedreira próxima chamada KEDAH MARBLE 

que está lentamente destruindo a colina de calcário

é melhor visitar estes Templos, 

antes que toda a montanha desapareça



em conversa com o senhor do táxi expliquei 

que gosto de visitar "cemitérios" nos outros países, 

gosto de ver as diferenças na cultura dos diferentes povos 

e ele levou-me, no meio do campo, parou o carro e disse: 

ande uns metros e vai encontrar um cemitério 

e assim foi, aqui estão quatro imagens! 

Não tem nada a ver com os nossos, 

ali as flores brotam do solo, da natureza, 

não necessitam comprar para enfeitar, 

ali tudo está em estado puro.






 

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

ORIENTAL VILLAGE - LANGKAWI ISLAND


Desde Maio que não venho a este blogue, 

ou seja, nem a este nem aos outros! 

Este ano está a ser muito difícil e complicado para mim...

para andar equilibrada preciso de ir alternando viagens, 

sejam para o exterior ou mesmo cá em Portugal, 

com estadias em casa...e, as aulas, 

mas...desde Março que as aulas acabaram e fiquei 

"fechada" em casa e isso tem sido péssimo! 

Resolvi continuar a mostrar e contar a minha viagem 

à Ilha de Langkawi, na Malásia. 

No 2º dia, tal como expliquei em Maio 

fui à "ORIENTAL VILLAGE", 

aqui está a entrada da vila!






Natureza é a minha paixão





Casas de cores vivas 

e pontes cruzam a vila...











e, lá andava o "comboio" 

para grande alegria das crianças






Um marco de correio e candeeiros 

(dou grande importância a pormenores)






e, o meu almoço...



espero que gostem 

e, prometo regressar a sério, 

para continuar a minha viagem ao Oriente!