quarta-feira, 27 de novembro de 2019

QUTAB MINAR - NOVA DELHI




Logo no primeiro dia em NOVA DELHI 

fui visitar esta zona onde está o QUTAB MINAR, 

o minarete de tijolo mais alto do Mundo!







rodeando o minarete existem vários exemplos 

de arquitectura indiana do tempo em que foi construído, 

em 1193; além do nosso grupo havia famílias 

de indianos a visitar o mesmo espaço, bem como outros turistas.








no meio de várias colunas 

encontrei este pássaro, que ali estava abrigado








QUTAB MINAR, 

o minarete medindo 72,5 metros de altura, 

exemplo da arquitectura indo-islâmica, 

o minarete mais alto do Mundo










terminada esta visita, fui para Rajpath, 

o coração da cidade indiana de Nova Delhi 




onde está a Porta da Índia

homenagem aos soldados mortos durante 

a Segunda Guerra Mundial e nas Guerras anglo-afegãs





escurece cedo 

e fomos para o Hotel Crowne Plaza em Nova Delhi

pousei em cima da secretária o colar feito de flores 

bem coloridas, que tinham dado nas boas-vindas ao Hotel







uns docinhos deliciosos e peças de fruta 

estavam ali para oferta à chegada ao quarto






volto a recordar a minha chegada à Índia 

decorria o mês de Novembro de 2008, há 11 anos

13 comentários:

  1. O Qutb Minar (também chamado Qutab Minar e Qutub Minar) é o minarete de tijolo mais alto do mundo, e um importante exemplo de arquitectura indo-islâmica. Fica em Deli, Índia.
    Foi declarado Património Mundial da Unesco em 1993.

    O Qutb Minar mede 72.5 metros de altura. O diâmetro da base mede 14.3 metros enquanto que o diâmetro do chão
    do topo mede 2.75 metros. Rodeando o minarete existem vários exemplos de arquitectura indiana do tempo em que foi construído, em 1193.

    No primeiro dia de visitas em Nova Deli, fomos no final da tarde visitar a Qutab Minar, também conhecida como Torre da Vitória,
    é um conjunto de monumentos de 1192, que foi construído em comemoração da vitória de Mohammed Ghori.
    Trata-se de um minarete mais alto do mundo, medindo 72.5 metros, exemplo de arquitetura indo-islâmica.

    Uma torre e um minarete imponentes, de estilo afegão, erguidos pelo sultão Qutb-ud-din em 1193 para proclamar sua supremacia
    sobre os vencidos governantes hindus de Qila Rai Pithora.
    Rodeada por faixas de arenito esculpidas com versos do Alcorão,
    a torre tem quase 73m de altura e diminui de uma base de 15m de diâmetro para 2,5m no topo.

    A torre tem 5 andares distintos com sacadas projetadas, mas Qutb-ud-din só completou o primeiro nível antes de sua morte.
    Seus sucessores completaram o trabalho.

    A torre foi atingida por um raio no século 14, após o qual Feroz Shah a reparou em mármore.

    No século 19, um terramoto causou mais danos e os britânicos o repararam, colocando uma cúpula no topo, que foi removida depois.

    Não dá mais para subir a escada em espiral dentro da torre por razões de segurança. 

    Qutub Minar é bem interessante! Além do minarete em si, há várias construções antigas, colunas!
    É uma das atrações que indico a todos que estiverem por Delhi! 

    ResponderEliminar
  2. A Porta da Índia (em inglês: India Gate; em hindi: इंडिया गेट) é um monumento nacional situado em Rajpath, o coração da cidade indiana de Nova Deli.

    Homenageia os soldados mortos durante a Segunda Guerra Mundial e nas Guerras anglo-afegãs.
    Este arco do triunfo, chamado inicialmente Memorial de Todas as Guerras Indianas, foi construído pelo arquiteto Edwin Lutyens
    para lembrar os soldados indianos caídos durante a Primeira Guerra Mundial e as Guerras Afegãs de 1919.
    Os nomes destes soldados, 85 000 no total, estão inscritos nas paredes do monumento.

    A construção da Porta da Índia, de um estilo claramente colonial, começou em 1921 e terminou em 1931.
    Desde 1971 que se encontra sob o monumento um túmulo do soldado desconhecido com uma chama eterna, conhecida como Amar Jawan Jyoti, dedicada a honrar os soldados desconhecidos mortos nos confrontos entre Índia e Paquistão que tiveram lugar nesse mesmo ano.

    Inicialmente sob o monumento situava-se a estátua do rei Jorge V, estátua essa que desapareceu quando a Índia se tornou independente.
    Na parte superior do monumento pode ler-se o seguinte texto:
    Aos mortos do exército da Índia que caíram com honra em França e Flandres, Mesopotâmia e Pérsia, este de África, Gallipoli e em qualquer lugar do próximo ou longínquo oriente e na sagrada memória dos que deixaram seus nomes inscritos ao cair na Índia ou na fronteira noroeste durante a Terceira Guerra Afegã.

    ResponderEliminar
  3. O monumento tem uma altura total de 42 metros e está situado na confluência de diversas ruas importantes.

    O trânsito em redor deste arco de triunfo é muitas vezes motivo de conflito devido aos contínuos cortes na circulação provocados pelo risco de ataques terroristas.
    A zona onde se situa a Porta da Índia, rodeada de zonas relvadas, é um dos destinos preferidos das famílias de Deli durante os dias festivos. 

    A Porta da Índia (India Gate), situada no coração de Delhi, é o monumento nacional da Índia.
    Com 43 metros de altura, em arenito vermelho e granito, é um "arco do triunfo" desenhado por Edwin Lutvens
    em memória dos noventa mil soldados indianos (na altura faziam parte do exército indiano britânico)
    que morreram na I Guerra Mundial e na Guerra do Afeganistão.
    Começou por se chamar All India War Memorial,
    passando, após a independência, a ser o Túmulo do Soldado Desconhecido.

    ResponderEliminar
  4. Nova Delhi, a cidade onde não consegue respirar. Ainda bem que quando foste ainda não estava dramaticamente poluída. E começaste bem com curiosidades sobre a cidade megalómana.

    A arquitectura indiana é única e tu consegues demonstrar logo pelas primeiras fotos do post. Algumas construções parecem bem mesmo bem antigas e cheias de história. As ruínas quase que falam e as tuas fotos captaram esse mistério...

    O papagaio-louro e mais um minarete, este ainda mais alto que o outro, incrível. Curiosamente não se vê muita gente, ainda bem. Parecia o Arco do Triunfo, tem semelhanças, e embora à noite conseguiste captar.

    O quarto do hotel também é curioso, num estilo que já não se vê nos hotéis europeus. Comidinha boa para terminar o post. Excelente. Parabéns :-)

    ResponderEliminar
  5. Com a poluição na cidade agora é impossível visitar.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Fantásticas imagens :)!

    Desculpem o atraso, estou com dificuldades em aceder aos blogues incluindo o meu, desde ontem.
    .
    Afeição aos silêncios.
    Beijo e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Olá, Tulipa!

    E já passaram 11 anos. está na altura de lá voltar. Boa viagem!

    Gostei imenso da arquitetura indo-islâmica. Bem me aprecia ter algo de árabe.

    Fiquei boquiaberta o olhar o minarete. Que monumento lindo!

    A Porta da Índia tb é colossal, tal como as diversas colunas, que fotografou. O pássaro lá abrigado tem umas cores tão lindas!

    Todas as fotos estão magníficas, tal como já é hábito. Parabéns, mais uma vez.

    O hotel tem um excelente aspeto e o seu quarto, tb. Tudo mega moderno e funcional.

    Beijinhos e boas viagens.

    ResponderEliminar
  8. Uma bela e interessante reportagem.
    E eu vou viajando também...
    Querida amiga, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. Olá. Fotois lindíssimas. Passando e deixando votos de um Natal muito Feliz e de um ano novo de 2020 repleto de coisas boas

    Boas Festas

    ResponderEliminar
  10. Que lugar incrível!!! Grata por partilhar estas excepcionais imagens, nesta fantástica reedição, Tulipa!
    Adorei ver, os detalhes de tão incríveis estruturas!... Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar